7 previsões da ficção científica para o século XXI que estavam erradas

7 previsões da ficção científica para o século XXI que estavam erradas - 7 previsoes da ficcao cientifica para o seculo XXI que estavam erradas 1 - organizacao, entretenimento, digital-business, banner -

Escritores de ficção científica são conhecidos como mestres do entretenimento. Isso ocorre porque tais artistas detêm imaginação privilegiada, agregada a estudos científicos de sua época e fatores sociais e filosóficos. Tudo isso, para fazerem projeções e escreverem seus trabalhos que encantam gerações e intrigam a todos.

Expoentes da ficção científica como Julio Verne, H. G. Wells, George Orwell, Arthur Clarke e Isaac Asimov acertaram em várias previsões, isso é um fato. Contudo, certas previsões desses e de outros autores não se concretizaram até o momento, ficando apenas no universo do entretenimento.

Nesta matéria, vamos abordar 7 previsões da ficção científica que não se confirmaram até agora. Acompanhe conosco!

1. Teletransporte

Verdadeira revolução nos sistemas modais, foi apresentada na série de entretenimento, dos anos 1960, Jornada nas Estrelas. Mostrava a desmaterialização das pessoas em um local, surgindo imediatamente em outro. Realmente, teletransporte só como entretenimento. Ainda não chegamos lá!

2. Skates voadores

O desenho de ficção Os Jetsons já apresentava os humanos morando acima do solo e seus carros voadores, fato também descrito em Blade Runner, o Caçador de Androides, de 1983. Ainda não surgiu esta alternativa de transporte que é o sonho de muito motoristas ao encarar congestionamentos, muito embora haja empresas fazendo testes em veículos planadores, mas ainda de maneira embrionária.

Quanto ao transporte alternativo, ainda não inventaram também skates voadores, como mostrado no filme De volta para o futuro e outros.

3. Máquinas que dominam o homem

Em O Exterminador do Futuro, Matrix e 2001: Uma Odisseia no Espaço as máquinas estão no comando e os humanos são subjugados a suas ordens ou destruídos pela tecnologia.

Embora a inteligência artificial esteja propiciando uma grande revolução na robótica e sistemas computacionais, ainda estamos livres desse risco, pelo menos por enquanto!

4. Viagem no tempo

No livro A máquina do Tempo, de 1897, o escritor H. G. Wells, descreve a possibilidade de viagens temporais, assunto abordado em Star Trek, de volta para o futuro, na série dos anos 60: O túnel do tempo e, mais recentemente, em Doctor Who.

Realmente nem perto disso estamos.

5. Ocupação do espaço sideral

Filmes como 2001, Uma Odisseia no Espaço, Jornada nas Estrelas, Perdidos no Espaço, demonstram a possibilidade de colonização do espaço de forma corriqueira e com uma tecnologia inacreditável, quanto a velocidades de viagens interplanetárias.

Tudo isso ainda está longe de se realizar, inclusive a questão de contatos diretos com seres extraterrestres, outra questão bastante explorada também.

6. Desenvolvimento do tratamento de doenças

Algumas obras mostram uma tecnologia tão avançada que aparelhos de medição de doenças e que realizam curas, evitam cirurgias, como é o caso da medicina demonstrada na série Jornada nas Estrelas. Embora a medicina venha passando por um desenvolvimento espantoso, ainda não chegamos a esse nível.

7. Destruição da humanidade

Uma das abordagens mais constantes em obras de ficção científica é a possibilidade de destruição do mundo ou da raça humana.

Filmes como O Planeta dos Macacos, O exterminador do futuro, Mad Max e Os 12 Macacos são exemplos deste tema.

Cada um com uma visão distinta sobre o destino da humanidade. Entretanto, em todas as obras há um consenso de que a consequência é de um mundo primitivo ou de conflitos intensos e lutas pela sobrevivência.

Nestes casos o humano sempre está em desvantagem e tenta reerguer a civilização. Felizmente, não passamos por nenhuma dessas experiências, pelo menos até agora!

Considerações finais sobre entretenimento e avanços da ciência

Realmente a ficção científica acertou em muitas previsões e alguns erros foram cometidos, mas uma coisa é certa: várias invenções que um dia eram um sonho, se materializaram graças ao desejo de descoberta do homem.

Nesse contexto, os jovens cientistas sempre se sentiram compelidos a tentar comprovar que havia algo de realizável nas narrativas dos autores de ficção científica e fantasia.

Dessa maneira, muitas inovações surgiram, até pela curiosidade em tentar. De qualquer forma a ficção científica é uma ótima forma de viagem a assuntos, muitas vezes, difíceis de se traduzir em realidade, mas que, nem por isso, perdem seu fascínio e continuam como excelentes opções de entretenimento.

  • facebook
  • googleplus
  • twitter
  • linkedin
  • linkedin
Previous «
Next »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque